Saltar para o conteúdo principal da página
A carregar...

Projeto Portugal 2020

Linha do Douro - Modernização do Troço Caíde-Marco de Canaveses-Régua

Ficha de projeto

Nome

Linha do Douro - Modernização do Troço Caíde-Marco de Canaveses-Régua .

Valor de financiamento

49,18 milhões € .

Valor executado

14,67 milhões € .

Código de operação

POCI-04-2958-FEDER-000001 .

Data de conclusão

31.12.2023 .

Sumário

O projeto de Modernização entre Caíde e Régua, inserido na Linha do Douro, subdivide-se em 2 troços - Caíde-Marco de Canaveses e Marco de Canaveses-Régua-, somando, porquanto, uma extensão total de 57,8 km. O troço Caíde-Marco de Canaveses localiza-se no distrito do Porto, englobando intervenções numa extensão de 14,6 km, designadamente, uma empreitada de Eletrificação do troço Caíde-Marco de Canaveses, que compreende: 1. Execução de novas instalações fixas de tração elétrica através da instalação de catenária; 2. Alteamento das plataformas de passageiros das estações e apeadeiros existentes; 3. Reforço estrutural e beneficiação dos túneis de Caíde, Gaviara e Campainha, para permitir a respetiva eletrificação; 4. Rebaixamento da via nas zonas dos túneis; 5. Instalação de sistema de proteção de pessoas e equipamentos - Retorno de Corrente de Tração e Terras de Proteção (RCT+TP); 6. Execução de Infraestruturas de caminhos de cabos para os sistemas de sinalização, telecomunicações e RCT+TP. No que se respeita ao troço Marco de Canaveses-Régua, este localiza-se nos distritos do Porto e Vila Real, onde se desenvolvem intervenções numa extensão de 43,2 km. A empreitada de Eletrificação do troço Marco de Canaveses – Régua compreende: 1. Execução de novas instalações fixas de tração elétrica através da instalação de catenária; 2. Reforço estrutural e beneficiação pontual dos túneis de Juncal, Riboura, Santinho, Régua, Má Passada e Loureiro (neste último está prevista a reabilitação integral), para permitir a respetiva eletrificação; 3. Rebaixamento da via nas zonas dos túneis; 4. Instalação de sistema de proteção de pessoas e equipamentos - Retorno de Corrente de Tração e Terras de Proteção (RCT+TP) e execução de Infraestruturas de caminhos de cabos para os sistemas de sinalização, telecomunicações e RCT+TP; 6. Construção de salas técnicas para os sistemas de sinalização e telecomunicações. 7. Simplificação dos layouts ferroviários nas estações; 8. Estabilização de taludes; 9. Alteamento/relocalização das plataformas de passageiros das estações e apeadeiros; 10. Supressão de 4 Passagens de Nível (PN’s). No troço Marco de Canaveses - Régua irá ainda ser levada a cabo uma empreitada, em regime de conceção - construção, que compreende a construção de uma nova subestação de tração (Barqueiros). No caso da implementação da sinalização e telecomunicações ferroviárias, esta será transversal aos dois troços Caíde-Marco de Canaveses e Marco de Canaveses- Régua, compreendendo: 1. Sinalização Eletrónica comandada por uma nova estação de concentração a localizar na Estação da Régua; 2. Integração do comando da sinalização no Centro de Comando Operacional (CCO) do Porto; 3. Automatização de passagens de nível (PN) de atravessamentos pedonais e integração das PN já automatizadas no sistema de sinalização; 4. Controlo automático de velocidade ETCS nível 1 a emular transitoriamente o sistema nacional (ATPN); 5. Sistemas de telecomunicações ferroviárias nomeadamente, Rádio GSM-R (Global System for Mobile Communications – Rail), Suportes Físicos de Transmissão, Sistemas de Alimentação, Rede de Suporte à Exploração, Supervisão Técnica de Infraestruturas, Rede Telefónica de Exploração Fixa, Sistema de Informação ao Público, Sincronismo Horário, Videomonitorização, Sistemas de Controlo de Acessos, Telecomando de Energia.

Beneficiários do financiamento

Distribuição geográfica do financiamento

49,18 milhões €

Valor de financiamento

Onde foi aplicado o dinheiro

Por sub-região

1 sub-região financiada .

  • Tâmega e Sousa 49,18 milhões € ,
Fonte AD&C, GPP
30.11.2023