Saltar para o conteúdo principal da página
A carregar...

Ficha de projeto

Nome do projeto
Transição Digital na Saúde
Valor total do projeto
300,0 milhões €
Valor já transferido
43,1 milhões €
Financiamento por apoios
300,0 milhões €
Financiamento por empréstimos
0 €
Data de início
01.01.2021
Data de conclusão
31.12.2024
Dimensão
Resiliência
Componente
SNS
Investimento
Transição digital da Saúde
Sumário
O presente investimento “Transição Digital da Saúde” (RE-C01-i06) tem como objetivo corrigir os constrangimentos que impedem a transição digital no Serviço Nacional de Saúde, incluindo a falta de hardware e software adequados à disposição dos profissionais de saúde, reforçar a uniformização dos sistemas de informação no Serviço Nacional de Saúde, atualizar os princípios de segurança digital dos sistemas de informação e dos seus utilizadores, aumentar a digitalização dos registos alargando a interoperabilidade de sistemas e mobilidade de profissionais e cidadãos e melhorar a experiência do utilizador e o acesso aos dados, ou seja, pretende responder aos atuais desafios que têm vindo a dificultar a transição digital do sistema de saúde decorrente: • Obsolescência e ao fosso digital dos atuais SI; • Necessidade de atualização dos princípios de segurança dos sistemas e dos seus utilizadores, sejam os profissionais do SNS ou os seus utentes; • Obsolescência das infraestruturas, equipamentos e sistemas disponibilizados às Instituições e aos profissionais são melhorados e modernizados; • Nível ainda reduzido de digitalização dos registos de saúde, limitando quer a interoperabilidade no espaço nacional e europeu, quer a mobilidade de Profissionais e cidadãos; • Ineficiência relacionada com a repetição desnecessária de meios complementares de diagnóstico e terapêutica, decorrentes da atual falta de integração e reconciliação semântica que se faz sentir no Sistema de Saúde. Será levado a cabo pela SPMS - Serviços Partilhados do Ministério da Saúde, E.P.E., que é a entidade com incumbências, entre outros, para a prestação de serviços partilhados nos sistemas e tecnologias de informação e comunicação, no horizonte temporal de 4 anos, com início em 2021 e perspectivando-se a sua conclusão até 31 de dezembro de 2024.

Beneficiários

Beneficiários

Fornecedores

Contratação pública

Os Beneficiários que sejam entidades públicas operacionalizam o seu projeto através da celebração de um ou mais contratos de fornecimento de bens ou serviços com entidades fornecedoras, através de procedimentos de contratação pública.

De forma a garantir e disponibilizar o máximo de transparência na contratação pública, é aqui disponibilizada a listagem dos contratos que foram celebrados ao abrigo deste projeto e respetivo detalhe que poderá consultar na plataforma Base.Gov. De realçar que de acordo com a legislação em vigor no momento da celebração do contrato, existem exceções que não exigem a sua publicação nesta plataforma, pelo que nesses casos, poderá não existir informação disponível.

22,6 milhões € valor total em contratos
75 Número de contratos

Detalhe dos contratos públicos

Beneficiário

SPMS- Serviços Partilhados do M. da Saúde, E.P.E.

Valor total em contratos

22.6 milhões €

Número de contratos

75

Fornecedor

Distribuição geográfica

300,0 milhões €

Financiamento total do projeto

Percentagem do financiamento já transferido

, 14 %,

Por todo o País

Sem distribuição geográfica definida

300,0 milhões €

Fonte AD&C
25.11.2022